giovanni

Esse condicionador da Giovanni é o que tou usando no momento, fazendo par com meu phytoervas de jaborandi de sempre! Comprei esse frasco na http://www.iherb.com, mas já tinha comprado um travel size na minha viagem pra gringa e gostado muito! Ele diz ser para todos os tipos de cabelo, mas só de conter Tea Tree já saquei que seria bom pra oleoso! Aliás deixa eu falar, Tea Tree é A planta pra quem tem pele/cabelo oleoso, não vivo mais sem produtos sem ela!

Esse condicionador é branco e bem grossinho, quando se passa no cabelo já dá pra sentir que desembaraça na hora! Essa é a única coisa que eu peço de um condicionador, meu cabelo sempre embaraça pra diabo, e sem um condicionador potente que desembarace quando eu passo, às vezes num dá nem pra pentear o cabelo depois (principalmente quando tá dum tamanho maior)!

O Giovanni fez esse papel direitinho, o negócio é tão bom que desembaraço debaixo d’água com os próprios dedos! (Dependendo do condicionador eu tenho que passar um pente mesmo, esse é o meu macete pra não sofrer pra desembaraçar depois!)

Ah, e o cheirinho de menta!? Esse condicionador tem óleo de hortelã e eucalipto na composição, demais!

PS.: Quem quiser comprar na http://www.iherb.com, eles entregam no brasil e dão $5 de desconto na primeira compra (use o código NAF584)!

Advertisements

est

Demorei horrores pra fazer essa resenha, recebi essas amostras da EST da loja online I Am Natural no ano passado, mas com essa de viagem, volta das férias, etc, etc só fui usar elas esses dias! Na verdade são amostras de duas linhas diferentes: a “natural” e a de cabreúva.

A foto de cima são os originais da linha “natural”, achei eles com um cheiro meio de lavanda, mas vendo no site deles vi que o cheiro vem do óleo essencial de pau-rosa, como nunca vi um na vida boto uma fé hehe! Eu curti bastante o aroma, natural e com algo de ervas do jeito que eu gosto. O site também diz que eles não tem corantes ou aromas artificiais.

Os da foto de baixo são os de cabreuva, gostei menos do cheirinho desses, que me lembrou mais de flor, um pouco parecido com o de rosas, apesar de não ter essa flor na composição. Esse é específico para cabelos secos, apesar de um não ter notado muita diferença no meu cabelo em comparação ao outro.

est

Os condicionadores são bem cremosos e rolaram bem no desembaraçar que eu tanto preciso! Já os shampoos foi aquele meu velho problema de queda de cabelo, já meio que acostumei que qualquer outro shampoo que não seja o bendito de jaborandi vai me fazer perder cabelo demais 😦 Mas se você não tem esse problema de queda e quer mais uma opção cruelty-free, esses ae são bem legais!

lush

Essa foi uma das amostras que consegui na Lush, como eu já disse em outro post, lá é foda, você pergunta se tem amostras e eles te dizem “você quer amostra do quê?”! Hehe, aí na hora você fica tão abobalhado com a possibilidade de experimentar a loja inteira que nem consegue pensar direito! Numa das vezes, como meu condicionador tava acabando, pedi opções de condicionador e ganhei esse Jungle!

Comecei a usar faz umas semanas e vou dizer que a primeira vez que usei foi estranho, passar um sabão no cabelo, me fez lembrar na infância quando lavava o cabelo com sabão de coco! (Meu pai lavou com isso a vida inteira!). Apesar de que esse não passei no couro cabeludo e sim nas pontas, como se faz com condicionadores. A primeira impressão é que nada vai acontecer, porque ele mal faz espuma, não muda em nada o cabelo. Só o cheirinho que se espalha, e é forte o negócio, botei o negócio na gaveta do banheiro e toda vez que abro a gaveta o cheirinho bate forte! O cheiro dele é tipo de fruta, mas não dá pra definir uma fruta, é como uma mistura! Na composição dele tem maracujá, abacate, figo, banana e kiwi, bota mistura ae!

Mas quando saí do banheiro e tentei pentear senti que funcionou, porque são poucos os condicionadores que fazem meu cabelo ficar fácil de pentear e esse foi um! Então só por isso já ganhou ponto comigo, mais o cheirinho super diferente que fica no cabelo mesmo depois de seco com secador, me fez aprovar de vez!

vyvedasvyvedas

Mais amostras enviadas pela I Am Natural, dessa vez do shampoo e condicionador da Vyvedas, sabor Maracujá da Amazônia hehe. Vocês se lembram da resenha sobre o hidratante deles, eu já tinha curtido o aroma, e o mesmo aconteceu com o shampoo, é exatamente o mesmo cheirinho, então não dá pra não curtir! O condicionador não tem o mesmo cheiro, é algo bem mais sutil, mas agradável também.

Só que como se trata de produtos pra se passar no cabelo, que no meu caso é chato pra cacete (não se adapta a qualquer coisa), tenho que falar que não foi dos piores que já usei mas também não foi perfeeeito. Um pró é o cheirinho que deixa no cabelo, mesmo no dia seguinte a lavagem, muito bom! Mas como já sabem desse meu cabelo oleoso, o shampoo não conseguiu segurar a oleosidade totalmente. Apesar de na minha amostra não ter, na embalagem original diz “Uso diário – Cabelos Normais” (clique na imagem pra ampliar) então eu já esperava isso acontecer. Mas se este for seu caso, vale a pena conferir!

farmaervas

Ok, o shampoo e condicionador Farmaervas é o que estou usando no momento, deixei de lado um pouco o Phytoervas de sempre porque achei que o cabelo tava pedindo uma mudada (tava caindo mais que o normal) e descolei esse que estava em promoção na Perfumaria Princesa, os 2 por 18 (com rótulo velho, esse ae da foto). Já tinha ouvido coisas boas sobre a marca e continuei no Jaborandi por causa do cabelo oleoso e meio fraco.

O resultado foi bom, logo de primeira meu cabelo já deu uma melhorada, começando a cair menos. Depois de um tempo (eu já devo tá usando faz uns 2 meses) eu achei que ele deu o mesmo bom resultado da Phytoervas!

O shampoo tem bem cheiro de ervas, o que me agrada muito, o condicionador nem tanto, aliás ele faz mais espuma que outros condicionadores que já usei. Fiquei satisfeita com a troca e feliz por ter achado mais uma opção pra mim, agora pretendo sempre alternar entre o Phytoervas e o Farmaervas!

natura

Fico triste quando tenho que dizer coisas não tão boas sobre produtos cruelty-free, mas é o que rolou nesse caso. Comprei o shampoo e o condicionador da Natura Plant, porque tava com desconto e eu tava precisando trocar de shampoo, meu cabelo tá caindo um pouco demais e tou achando que é porque uso o da Phytoervas a tempo demais. Comprei a opção Revitalização Pós Quimica, com triglicerídeos de gergelim, que diz ser especial para cabelos tingidos, com progressiva, etc. Quando chegou fui ler os ingredientes só pra checar e não é que o negócio tem sal na composição? (regra de ouro da progressiva: não use shampoo com sal) Já achei esquisito, mas pensei que os caras devem ser daquela linha que diz que shampoo sem sal é só propaganda, que é a mesma coisa e coisa do tipo. Fui testar o dito cujo, e abrindo senti um cheiro meio familiar. Fiquei quebrando a cabeça pra tentar lembrar da onde eu conhecia aquele cheiro, só sei que de cara não gostei. Mais tarde lembrei, tinha cheiro de PertPlus!! (essa é pra quem é das antigas hehe, quem não passou a adolescência nos anos 90 usando o shampoo/condicionador 2×1 que era o ápice da modernidade da época!)

Não, Pertplus não dá, é muito cheiro artificial pra algo que se diz natural em duas palavras do nome (natura plant)! Se o cabelo tivesse ainda ficado bom eu deixava quieto o lance do cheiro, mas não ficou nenhuma maravilha depois da escova (acho sim que esses shampoos com sal deixam o cabelo mais armado que os sem, pelo menos no meu caso).

Conclusão, liguei pro sac da Natura e já pedi pra trocar! O cara do atendimento veio com essa de que todo shampoo tem sal senão não faria espuma (mentiraa, pô, sei ler rótulo, sei que o nome quimico do sal é sodium chloride, ou cloreto de sódio em português, e já vi mil shampoos que não tem isso na composição). Mas falei depois que não tinha gostado MESMO e ele liberou a troca.  Então em bom tiopês: fikaadika!

Eu já havia falado nesse post do shampoo de jaborandi da Phytoervas, gostei tanto que quando o meu acabou resolvi comprar outro. Só que recentemente os shampoos e condicionadores da Phytoervas passaram por uma renovação, mudou o rótulo, a cor do produto e até um pouco de sua função: se antes o de jaborandi era para “fortalecer o cabelo e regularizar a oleosidade”, agora ele é só chamado de “fortalecedor de jaborandi”. Tem um outro pra cabelos oleosos, que é de aquiléia (?!) e gengibre. Mas resolvi arriscar assim mesmo e cotinuar apostando no jaborandi.

E deu certo, em relação ao shampoo não achei que a mudança foi muito grande, só mudou mesmo a cor (de marrom agora é meio verde perolado). O cheiro continua o mesmo (bem de planta, talvez agora um pouco mais suave), a consistencia é a mesma e o resultado nos meus cabelos continua o mesmo: dá uma controlada na oleosidade, não dá caspa e não faz meu cabelo cair (o que me acontece com vários shampoos).

O condicionador eu nunca tinha usado antes mas gostei bastante, o cheiro é bem similar ao shampoo, a consistencia é grossinha e quando passo dá uma boa desembarassada no cabelo (meu cabelo é um embarasso só, tem condicionador que eu passo e parece que só aumenta os nós!)

Enfim, cosidero esse uma das melhores opções nacionais pra produtos de cabelo e parabéns pra Phytoervas por colocar na nova embalagem que a formula é livre de ingredientes de origem animal e que o produto não é testado em animais!